segunda-feira, 26 de junho de 2017

09:56:00

Corredor: não deixe a ansiedade te vencer!

http://4.bp.blogspot.com/-Iok-NQm35nI/USgOITzej2I/AAAAAAAAA4U/hJERi0dV5sI/s1600/melhor-suplemento-corredores.jpg

Vai começar a correr? Tenha em mente que, mais importante do que a própria performance nos treinos, o tempo de descanso é mais do que necessário. Não deixe a ansiedade te vencer. Não queira ter resultados mais rápidos do que seu O primeiro grande erro que os corredores cometem é a impaciência. Queremos organismo permite e não tenha pressa de chegar num objetivo muito difícil.

A chave é não ter pressa e começar muito devagar, no ritmo mais lento possível.O organismo tem uma capacidade de assimilação impressionante e pode evoluir, mas sempre que se transmita as informações em pequenas doses. Comece quase andando e vá incrementando os ritmos quase sem se dar conta disso.

Evitando alguns erros comuns você pode chegar à forma física total. Negar a dor provoca lesões pois ela acaba agindo como um termômetro. Pare nos primeiros sintomas. Ir sempre ao limite nos treinamentos nos faz render menos na competição. O melhor é ser frio e metódico. Evite ao máximo os excessos nas distâncias, os treinos de muito intensidade, a falta de aquecimento, não abuse das corridas em superfícies inadequadas, deixe de lado o excesso de competições e a falta de recuperação.

Outro ponto importante é manter uma boa postura, claro, após inúmeros treinamentos, o corpo agradece e a performance pode aumentar.
  • Quando os ombros o braços se mantêm excessivamente elevados quem sofre são os músculos do trapézio, por causa da tensão. O ideal é manter os braços relaxados. 
  • Correr com o tronco flexionado pode produzir dorsalgias e lombalgias. É necessário tentar mantê-lo reto durante a jornada. 
  • A posição da pélvis e do tronco é de vital importância porque é com essas partes que devemos nos adaptar aos graus de inclinação do terreno. Por isso também existe a importância de realizar periodicamente exercícios de elasticidade e flexibilidade para a zona da pélvis enfrentar as diferentes variações do terreno sem produzir lesões. 
  • Se depois de cada treino você esquece de alongar corretamente, os músculos das pernas ficam ligeiramente mais curtos. Esse fator pode incidir diretamente em sua corrida, aumentando a tensão nos quadríceps (músculos da coxa) e nos isquitibiais, adutores, abdutores, bíceps femorais e outros músculos na mesma zona.  
  •  Nossos joelhos suportam o maior número de lesões articulares do corredor de fundo. A flexão limitada apenas para na fase de voo da corrida e essa constância de movimentos pode produzir lesões ligamentares e articulares. Para evitar esse mal, um bom desenvolvimento muscular, que equilibre de forma adequada o joelho na corrida pode ser uma saída. Esse trabalho deve ser feito com pesos e também há a possibilidade de usar a resistência de elásticos.  "Um detalhe é que os pés também devem seguir a mesma linha dos joelhos e estarem voltados para frente', indica Bianca. "Procure, se possível, correr com passos largos para evitar o impacto. Se você completar uma distância com menos passadas é claro que seu joelho se desgastará menos.
  • Qualquer anomalia que altere a posição da tíbia e o movimento do tornozelo pode causar diferentes tipos de lesões na própria região e até no joelho. Nesses casos é necessário o uso de palmilhas corretoras para atletas que reequilibrem o complexo perna-tornozelo-pé.  
Publicado em 08/04/14 e revisado em 26/06/17

sexta-feira, 23 de junho de 2017

15:27:00

Material: Running Box - Aprenda tudo sobre Corrida



Running Box é o Programa Completo do Corredor. Comece a correr da forma correta, evite lesões.

Benefícios em Correr:

Reduz a gordura corporal
Melhora a ansiedade e tensão
Melhora da qualidade do sono
Melhora capacidade cardiovascular e pulmonar
Melhora os níveis de colesterol
Melhora a força de membros inferiores
Auxilia na redução da osteoporose
Diminuição da pressão sanguínea

Prepare-se para correr seus primeiros 5km, 10km e até uma meia maratona!

Sem se sentir cansado, com ritmo bom, sem dores musculares de iniciantes. Isso tudo é possível fazendo da maneira certa.

Você precisa saber o que comer, quando comer, como comer.

Quando correr, como correr, quais exercícios fazer.

Como fortalecer seu corpo para correr ainda mais e mais forte. Isso tudo, é o que preparamos para você.

Agora você fica com a parte mais gostosa que é CORRER!


Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por  2 Move

quarta-feira, 21 de junho de 2017

12:27:00

Material: Emagreça Correndo



A corrida é um esporte muito recomendado para eliminar as gorduras e emagrecer com saúde.

Esse Programa Completo vai te ajudar se você quiser emagrecer correndo e se divertindo.

Sem pressão de dietas malucas ou exercícios pesados. Alcance seu peso ideal e se sinta bem!
  • Fique longe de lesões
  • Construa um Corpo forte e magro.
  • Planilhas de treino
  • Plano de Alimentação
  • Mindset
  • Previna Lesões
  • Fortalecimento Muscular
São dicas, conteúdo e informações para facilitar a sua vida.

Clique na imagem abaixo, saiba o valor do investimento e formas de pagamento.


Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por Voll Pilates
12:12:00

Material: Dor nas Costas Nunca Mais - Programa M7



O Programa M7 Foi desenvolvido para resolver de vez todas as questões que envolvem as dores nas costas e a má postura.

 Através de vídeo-aulas, check-lists, auto-avaliações e-book ilustrado, escaneie todo o seu corpo e descubra quais são seus vícios posturais, que te deformam ou te geram dor e aprenda como eliminá-los.



Aprenda como corrigir as posiçoes do dia a dia, como sentar, deitar, carregar peso, uso de calçados e muito mais...tudo em vídeos! Aprenda também uma sequência PODEROSA de exercícios que duram no máximo 7 minutos e que te protegerão de dores e má postura.

Através do Programa M7, você vai compreender que o mal de todos nós é a falta de conhecimento em relação ao próprio corpo e que não sabemos como utilizá-lo de modo que não o prejudique.

E comprando o Programa M7, leve mais 5 bônus de cortesia:
  • Uma vídeo-aula de Pilates
  • Uma aula sobre auto-estima
  • Um curso de emagrecimento
  • Um curso de gestão de tempo
  • Uma aula sobre dor.

Clique na imagem abaixo para saber valor do investimento e formas de aquisição.



Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por Henriette Delavechia

quarta-feira, 7 de junho de 2017

08:56:00

4 alternativas para aliviar cansaço do treino da corrida

http://cs.i.uol.com.br/album/1107-quizcorrida_f_010.jpg

Entre os inúmeros fatores que podem fazer com que o seu rendimento caia, e você não alcance o seu objetivo, pode estar o esgotamento físico. Muitas vezes ele está ligado às desordens na alimentação, falta de sono e, na maioria dos casos, ao estresse físico e mental. Por isso que em sua preparação é essencial dosar a intensidade das atividades e dar importância à recuperação do corpo. São esses detalhes que fazem com que aconteça a melhora no desempenho.

Uma vez tendo feito um treino forte há maneiras de aliviar o cansaço e possiveis dores que apareceram.

O trote é uma técnica mais simples e acessível. Consiste em realizar um trote leve de 10 a 15 minutos após o treino intenso. Uma atividade física com intensidade de 30% a 40% é mais eficiente para recuperar os músculos que o repouso total. Fazendo um trote leve, a musculatura estará regenerada no dia seguinte e o atleta mais disposto para treinar.

A Crioterapia é a imersão dos membros inferiores do corredor em um tambor ou banheira com gelo e água, induzindo uma vasoconstricção, que auxiliará no controle do processo inflamatório originado pelas microlesões e ajudará a evitar a dor tardia. O ideal é que a imersão inclua o quadril e as pernas estejam na posição horizontal. A temperatura deve ficar próxima a 8º C e o tempo imersão entre 5 e 12 minutos, conforme a tolerância do corredor.

Massagem esportiva específica para a recuperação de atletas possui efeito de drenagem (assim como a linfática, que também é benéfica para a regeneração), além de ser eficiente para a liberação dos pontos de tensão nos músculos. Esses pontos de tensão são nódulos, originados pelo espasmo muscular em decorrência da fadiga. Nessa condição, o músculo tem dificuldade para relaxar, o que pode comprometer o processo fisiológico de contratação e relaxamento

Ja a bota pneumática trata-se de uma bota que envolve os membros inferiores, dos pés até as coxas do corredor, que fica na posição horizontal, com as pernas elevadas. Ao se encher de ar, a bota provoca um efeito de compressão. Essa compressão é feita de baixo para cima, começando pelos pés e subindo em direção à coxa. Dessa forma ajuda o sistema muscular e venoso a drenar os resíduos metabólicos tóxicos que ficam no organismo após o exercício, como o ácido lático. .

São 4 alternativas, umas de fácil acesso, outras nem tão fáceis assim, como é o caso da bota pneumática. Porém, prestar atenção no que pode estar causando o cansaço é fundamental apra qe o quadro não se repita e não haja microlesões por repetição o que pode prejudicar o seu rendimento em competições.

Publicado em 24/03/15 e revisado em 07/06/17

sexta-feira, 2 de junho de 2017

09:40:00

Pra que procurar um Nutricionista Esportivo?




Se o que você está desejando for uma dieta para perder ou ganhar peso, um nutricionista geral poder ser um grande adianto.O nutricionista é o profissional que se dedica à promoção, recuperação e manutenção da saúde por meio da alimentação. Entre as principais atividades do profissional formado em Nutrição, podemos destacar:

Mas, se busca uma orientação para obter um melhor rendimento esportivo é bem provável que um profissional de nutrição geral possa deixar um pouco a desejar, visto que, desenvolver um plano de alimentação para esportistas implica em conhecer tanto a fisiologia, como a bioquímica do exercício, treinamento esportivo e as questões nutricionais de cada atividade. Conteúdos que, como já foi dito, nem sempre estão englobados nos cursos de bacharelado em nutrição. O melhor caminho então é buscar um Nutricionista esportivo bom.

É recomendável aos atletas procurarem um nutricionista esportivo porque, primeiramente uma alimentação correta é um fator imprescindível para qualquer atleta que busca a excelência na pratica de exercícios físicos. Os alimentos, quando corretamente consumidos, geram energia durante todo o treino e auxiliam no processo de recuperação pós-treino. Para realizar bons treinos e principalmente, evitar lesões, a alimentação do atleta deve ser completa e rica em macro e micronutrientes. A atividade física e a performance está diretamente ligada à nutrição, por isso o acompanhamento de um nutricionista esportivo é essencial.

Pessoas que estão iniciando a prática esportiva ou que desejam evoluir na mesma, são aquelas que mais procuram um nutricionista. A faixa etária varia bastante, mas as mais frequentes possuem entre 25 e 45 anos. Essas são as pessoas mais comuns a me procurarem.

Para o profissional que lida/vai lidar com Nutrição Esportiva, uma boa forma de atualização é o Cd de Nutrição Esportiva. Através dele, há conteúdo com artigos e matérias sobre esse assunto.

Se você é praticante de atividade física, esportista que participa de competições por lazer ou atleta de competição, procure o profissional especializado para você, o nutricionista esportivo.

Receitas Para Emagrecimento e Definição Muscular
Receitas Para Aumentar a Massa Muscular
Conheça o curso Ciência na Prática - Módulo 2 - EMAGRECIMENTO


segunda-feira, 1 de maio de 2017

14:15:00

Facilite o seu treino de Corrida



Passei um bom tempo procurando um bom programa para me ajudar na minha grande paixão, que é a corrida. Sempre achei que estava faltando algo e no que não tinha muitas informações sobre o que estava acontecendo com o meu corpo. Cansaço, algumas pequenas lesões e desempenho aquém do que eu queria foi um dos motivos que eu decidi achar algum guia que me ajudasse nesse processo.

A minha busca acabou com o RUNNING BOX!

Running Box é o Programa Completo do Corredor. Com ele, comecei a correr da forma correta e a evitar lesões.

Saiba mais sobre o RUNNING BOX!

Com ele, prepare-se para correr seus primeiros 5km, 10km e até uma meia maratona! Sem se sentir cansado, com ritmo bom, sem dores musculares de iniciantes. Isso tudo é possível fazendo da maneira certa. Você precisa saber o que comer, quando comer, como comer. Quando correr, como correr, quais exercícios fazer. Como fortalecer seu corpo para correr ainda mais e mais forte. Isso tudo, é o que preparamos para você. Agora você fica com a parte mais gostosa que é CORRER!

Aprenda tudo sobre Corrida,

Corra Mais Rápido, Vá Mais Longe Com o Pacote mais completo sobre alimentação, exercícios e desafios que EU encontrei.

Aqui começa a sua nova vida. Com muito mais energia, saúde e qualidade de vida!

QUERO COMEÇAR AGORA!


COMPROVADO!!!

Siga o método comprovado por milhares de pessoas, que conseguiram sair do sedentarismo e ter resultados incríveis em curtos espaços de tempo.

Faça parte de uma comunidade de pessoas com o mesmo objetivo, onde uma incentiva a outra, compartilhando resultados reais. Tendo acesso a um material rico e constantemente atualizado.

Não perca tempo testando o que funciona ou não, nós já testamos e organizamos tudo pra você apenas ver e fazer.

Não perca essa chance e use o RUNNING BOX!

segunda-feira, 3 de abril de 2017

14:44:00

Treinamento Funcional para Corredores

http://static.wixstatic.com/media/7f72a1_86a962ac90b3436298c21ee31e69b3cf~mv2.jpg_srz_449_307_85_22_0.50_1.20_0.00_jpg_srz

Manter os músculos bem treinados é importante para o corredor. E o treinamento funcional pode ajudar o corredor a manter músculos bem treinados.

Além de trabalhar diversos grupos musculares, esse o treinamento funcional traz benefícios como aumento de força e resistência, melhora da coordenação, flexibilidade e equilíbrio. Para quem corre, ajuda na melhora da performance – já que o movimento passa a ser feito de maneira mais econômica – e até na prevenção de lesões.

Clique aqui para ter mais de 100 exercícios de Treinamento Funcional

A atividade pode ser usada também como auxiliar na correção de desequilíbrios musculares. Por exemplo: se você tem um problema no tornozelo que causa instabilidade no joelho e consequentemente poderá causar problemas no quadril. Com a postura equilibrada e a biomecânica correta com gestos simétricos, o exercício se tornará mais eficiente, econômico e prazeroso.

Esse tipo de treino usa bastante o peso do próprio corpo e a agilidade para atingir seus objetivos, e isso é muito interessante para o corredor, pois de certa forma se assemelha ao que acontece na corrida. Em cada passada, temos que fazer força e controlar o movimento do corpo nas três dimensões, o que acontece também no treino funcional.  

Pode-se usar os thera-bands,aquelas faixas elásticas para fazer resistência, camara de pneu de bicleta e seu amigo fazendo resistência. O uso de kettlebells.também é indicado. Com a técnica correta, contribui para o desenvolvimento de força, potência, mobilidade e estabilidade para o corpo de forma integrada.

Todos os corredores que estejam com ótimas condições de mobilidade, estabilidade e sem lesões, deverão, em algum momento de seu ciclo de treinamento para uma determinada prova, fazer um trabalho para desenvolvimento de potência caso queiram aumentar sua velocidade média e reduzir seu tempo numa determinada distância.


terça-feira, 21 de março de 2017

07:15:00

Saiba mais sobre a hipoglicemia durante o exercício

Resultado de imagem para suor atividade física

Durante seus treinos ou competições, você já foi certamente vítima de um mal-estar ou de uma fadiga súbita. Trata-se dos sintomas da hipoglicemia reacional, uma consequência de uma alimentação mal equilibrada ou pobre em glicídios, em face de atividades intensas. Como a hipoglicemia se traduz? Como preveni-la?

O que é a hipoglicemia?

As necessidades de glicose do esportista são ao redor de 1 grama ou de 5 milimoles por litro de sangue. Uma diminuição da taxa de glicose para 0. 8 a 0. 6 gramas provoca uma hipoglicemia rápida. A hipoglicemia pode conduzir rapidamente a distúrbios do equilíbrio ou da consciência, se o corredor não levá-la em consideração (redução do esforço ou pausa).
Essa pane de glicogênio é frequentemente ressentida pelos maratonistas a partir do 30e quilômetros de corrida. Denominado “parede da maratona”, o corredor passa a sentir dores musculares violentas, um sinal de uma crise de hipoglicemia.

As causas e os sintomas da hipoglicemia

A causa principal de uma hipoglicemia é a falta de glicose no sangue, causada mais frequentemente, por uma alimentação diária irregular ou insuficiente, pouca ou muita atividade física ou estresse agudo. Os sintomas de uma hipoglicemia podem ser diferentes de uma pessoa para outra. Do ponto de vista médico, três fatores podem determinar com precisão, uma hipoglicemia:
Uma queda de energia súbita e não previsível, provocando sintomas variados: nervosismo, tremedeira, fome fora de hora, fadiga, distúrbios de visão (…).
Uma glicemia inferior a 3. 5 milimoles por litro de sangue
O desaparecimento das sensações de mal-estar, após ter ingerido substâncias doces (açúcar, bala, suco de frutas (…)).

A hipoglicemia é benigna e diminui rapidamente após a ingestão de alimentos doces. No caso de recidiva, é importante consultar um médico para determinar as causas exatas das fases de hipoglicemia.


Como preveni-la?

Um comportamento alimentar equilibrado ao longo do dia, uma melhor gestão do estresse, esforços físicos progressivos, permitem reduzir a hipoglicemia de modo significativo.
Não pular as refeições e adotar uma alimentação saudável e equilibrada.
Ingerir três refeições ao dia, compostas por carboidratos complexos (macarrão, arroz, ou fibras (legumes, frutas) são cruciais para prevenir a falta de glicose no sangue). Durante o dia, é primordial fazer pequenas refeições ou lanches rápidos para estabilizar a glicemia.

Praticar uma atividade física

Praticar uma atividade física favorece o funcionamento dos hormônios de regulação da glicemia (insulina e glucagon) e permite uma melhor gestão do seu estresse. Pense ingerir pequenos goles de uma bebida açucarada durante a atividade ou comer alimentos à base de açúcar (barras de cereais, geléias de frutas (…)).

Para evitar a hipoglicemia no final do exercício, o corredor deve:
Ingerir açúcares de ação lenta em quantidade suficiente antes da corrida (macarrão, arroz, batatas, cereais (…)).
Beber em quantidade suficiente durante a corrida (água ou bebida açucarada)
Comer alimentos açucarados sólidos depois da corrida, como geléias de frutas, barra de cereais (…).
O corredor deve igualmente adaptar sua velocidade de corrida, sobretudo em tempo quente (rupturas de ritmo para recuperar).

Você sabia?
Gerenciar seu estresse é um dos primeiros meios de prevenir a hipoglicemia. Esse estado nervoso provoca uma utilização importante de glicose pelo organismo. De fato, os médicos observaram uma queda importante de episódios de hipoglicemia, no período das férias. Métodos de relaxamento, prática de uma atividade física (corrida, caminhada, natação (…)), relaxamento e repouso são os bons remédios da hipoglicemia.

O que fazer quando a hipoglicemia é ressentida?

Desde as primeiras sensações de hipoglicemia (mal-estar, fadiga, tremedeira, tonturas):
Diminua imediatamente a velocidade
Tome vários goles de uma bebida com 100 g/l de glicose.
Pense sempre em ter algo doce com você, para reduzir os efeitos da hipoglicemia e recuperar forças.

Para lembrar : A hipoglicemia revela-se por uma diminuição da glicose no sangue, após uma alimentação mal equilibrada e irregular e/ou um estresse mal gerenciado. Durante a atividade, sintomas (nervosismo, palidez, fadiga intensa, fome fora de hora (…)) são o sinal de uma crise de hipoglicemia – a ingestão de açúcares permite recuperar forças. Em todos os casos, consulte seu médico, que fará uma avaliação das causas exatas do mal-estar. Bons hábitos de saúde e algumas sessões de corrida (…). Para sair ganhando e manter a forma por mais tempo!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *